Kreator

Kreator é uma banda de thrash metal de Essen, Alemanha que começou com o nome de "Tormentor" no início da década de 1980.
A banda, influenciada pelo black metal "old school" de bandas como Venom, tem influenciado o mais brutal do metal desde então. Grupos como Dimmu Borgir, Vader e Napalm Death já realizaram covers do grupo germânico.
A meados de 1982 nasce Tormentor, na cidade de Essen, (Alemanha), composto por Mille Petrozza (vocal/guitarra), Rob Fioretti (baixo) e Ventor Reil (bateria e alguns vocais) .
Em 1984, Tormentor lança uma demo chamada "End of the World" com "Armies Of Hell", "Tormentor", "Cry War" e "Bone Breaker".
No ano seguinte, na época conhecida pela "German Thrash Explosion", e já com o nome da banda mudado para Kreator, é produzido o primeiro álbum, Endless Pain.
O disco trona-se um marco no thrash metal e Kreator passa a ser considerada uma das mais rápidas e pesadas bandas da época, por isso o seu estilo foi também denominado speed metal. Lançado pela gravadora Noise Records (Running Wild, Helloween, Gamma Ray, Celtic Frost, Voivod, Destruction, Hellhammer e Bathory), o álbum contou com a produção de Horst Muller, que já produziu bandas como Deliverance, Celtic Frost e Hellhammer.
Depois dos shows de divulgação, em 86 lançam Pleasure to Kill. Marcado por um som mais cru que o anterior, saiu novamente pela Noise Records e foi produzido por Harris Johns, que trabalhara com o Immolation, Sodom, Pestilence, Therion, Voivod e Helloween.
Jörg Trzebiatowski é então recrutado para a segunda guitarra da banda e ainda em 86 é lançado o EP Flag of Hate, pela Combat Records, contendo 3 músicas inéditas e as faixas "Endless Pain", "Tormentor" e "Total Death" regravadas. Em 87 é produzido um vídeo para "Toxic Trace" do EP.
No ano seguinte é lançado Terrible Certainty. Produzido por Roy Rowland, foi considerado um dos mais pesados álbuns dos anos 80.
Extreme Aggression, sai em 89 pela Epic Records. Gravado em Berlim (Alemanha), contou com uma participação especial de Greg Saenz (mais tarde ele se tornaria baterista do Suicidal Tendencies) fazendo backing vocal. O álbum foi produzido por Randy Burns, que também já produziu bandas como Death, Nuclear Assault, Megadeth e Suicidal Tendencies.
Alguns fãs o encaram como uma fase de maturidade da banda. As letras continuam depressivas e as músicas ficam mais lentas, revelando um outro lado musical do grupo.
O Kreator entra em tour pela Austrália, Japão, Moscou, Tchecoslováquia, Argentina, Chile, Brasil e Estados Unidos. Porém a banda tem problemas com sua formação novamente e Jorg Trzebiotowski sai durante a tour, entrando em seu lugar o guitarrista Frank Gosdzik.
No mesmo ano é produzido um clip para a música "Betrayer", seguido dos lançamentos do EP Out of the Dark... Into the Light e do vídeo "Extreme Aggression: Tour 1989/'90, Live in East Berlin".
Em 90 sai o álbum Coma of Souls pela gravadora Epic Records.
 O Kreator surpreende novamente e o álbum se torna mais um marco do thrash metal. "Coma of Souls" contou com o engenheiro de som Jason Roberts, que já trabalhou com House of Pain e Cypress Hill. A capa é de Andreas Marschall, que já fez os trabalhos das capas de "Dawn of Possession" (91) e "Here in After" (96) do Immolation; "Dangerous Meeting" (92) do King Diamond; "End Complete" (92) do Obituary; e "Pile of Skulls" (92) e "Wild Black Hand Inn" (94) do Running Wild.
No final do ano mais um clipe é produzido, agora para a faixa "People Of The Lie".
Dois anos depois, em 92, é lançado o álbum Renewal, que contou com a produção de Tom Morris, conhecido por já ter trabalhado com o Savatage, Kamelot, Morbid Angel e feito a mixagem do Beneath the Remains (89) do Sepultura.
A banda muda muito seu estilo, ficando mais leve, lenta e com vocais menos rasgados. As influências industriais são evidentes e o álbum fica longe das idéias do antigo Kreator, mesmo nas letras. A credibilidade e sinceridade do som do Kreator parecia ter sumido e dado lugar a uma forçada evolução, nada natural. Não para o Kreator, que havia se consagrado como uma das mais autênticas bandas de metal até então. A banda perde assim muitos de seus fãs.
O Kreator é acusado, inclusive, de mudar de estilo radicalmente por causa das baixas vendas da época para o público thrash. Parecia que o thrash e as boas bandas que haviam, tinham entrado em decadência. "Renewal" desapontou os fãs, principalmente porque eles achavam que o Kreator seria uma das únicas bandas do verdadeiro thrash que sobreviveriam à década de 90. Alguns dizem que seis álbuns em oito anos fizeram a criatividade ficar em baixa. O álbum permanece até hoje como o mais controverso da banda.
O Kreator percebe o que está acontecendo e entra numa longa tour européia. Logo depois o baterista Ventor Reil, um dos fundadores, sai da banda. É lançado na seqüência um clip para a música "Renewal".
Três anos após "Renewal", é lançado em agosto de 95 Cause for Conflict. Voltam peso e velocidade com pouco espaço para experimentos, como os do álbum anterior. Com o novo batera, Joe Cangelosi, o CD é produzido por Vincent Wojno, que já trabalhou com Machine Head, Testament e Pro-Pain. As ilustrações são do percussionista Junior, "especialista" em participações especiais em álbuns de bandas e artistas famosos de vários estilos. Entre eles está o brasileiro Carlinhos Brown, e sua participação no álbum "Alfagamabetizado" (97), onde é um dos timbaleiros. As fotografias do encarte são de Dirk Rudolph, que fez também a capa de "Astral Sleep" (91) do Tiamat; "Night of the Stormrider" (92) do Iced Earth e "Sehnsucht [Slash]" (98) do Rammstein.
Mais tarde, são produzidos clips para as músicas "Lost" e "Isolation" e o vídeo "Hallucinative Comas".
O álbum Scenarios of Violence é lançado em 96, ano seguinte. Produzido por Siggi Bemm, que trabalhou também com Samael, Grip Inc., Tiamat, The Gathering, Rotting Christ e Moonspell, o álbum teve capa idealizada pelo vocal Mille Petrozza e pelo artista Peter Dell, que fez as ilustrações.
Em meados de 97 sai Outcast, mixado por Ronald Prent (Def Leppard, Queensryche e Rammstein) e novamente com produção de Vincent Wojno. As fotografias dessa vez, são de Harald Hoffmann, que também fez as de "Deeper Kind of Slumber" (97) do Tiamat.
A influência industrial volta e o Kreator perde um pouco da adrenalina. Sente-se uma atmosfera doom que insinua novos caminhos e mudança de estilo da banda. Depois do lançamento, a banda entra rapidamente em tour e são feitos clips para "Leave This World Behind" e "Outcast".
Abril de 99 trouxe muita confiança para alguns fãs da banda e recusa de outros com o álbum Endorama. Com elementos progressivos como guitarras sintetizadas e até piano em algumas introduções, ainda há um toque industrial, como distorções no vocal, e teclados com melodias um pouco arrastadas.
As músicas "Endorama" e "Chosen Few" também ganham clips e a banda faz alguns festivais pela Europa.
A coletânea Voices of Transgression - A 90's Retrospective é lançada no mesmo ano pela Gun Records. O álbum trazia 17 faixas dos discos "Cause For Conflict", "Outcast" e "Endorama", e 3 bônus que saíram junto com o lançamento desses discos. Depois desse lançamento, o Kreator entra em tour pela Europa com o Moonspell.
No ano 2000, é lançado o single "Chosen Few" pela gravadora BMG, com as músicas "Endorama" e uma versão de "Children of a Lesser God" que não foi para o álbum, além dos dois clips "Endorama" e "Chosen Few" em Cd-rom.
Origem     Essen
País     Alemanha
Gêneros     Thrash metal
Industrial metal (1992-1997)
Gothic metal (1999)
Período em atividade     1982 – atualmente
Gravadora(s)     Noise  Epic  Steamhammer
Página oficial     Kreator-TerrorZone.de
Integrantes  Mille Petrozza,  Jürgen Reil,  Christian Giesler,  Sami Yli-Sirniö
Ex-integrantes  Michael Wulf,  Jörg Trzebiatowski,  Frank Gosdzik,  Tommy Vetterli,  Rob Fioretti
Andreas Herz,  Joe Cangelosi

Divulgadores&Parceiros