Grunge

Grunge (às vezes chamado de Seattle Sound ou Som de Seattle) é um subgênero do rock alternativo que surgiu no final da década de 1980 no estado americano de Washington, principalmente em Seattle, inspirado pelo hardcore punk, pelo heavy metal e pelo indie rock. As letras das bandas nomeadas grunge geralmente caracterizam-se por altas doses de angústia e sarcasmo, entrando em temas como alienação social, apatia, confinamento e desejo de liberdade. A estética grunge é despojada em comparação a outras formas de rock, e muitos músicos grunge se destacaram por sua aparência desleixada e por rejeitarem a teatralidade em suas performances.
O início do movimento grunge agrupou-se em torno da gravadora independente Sub Pop, de Seattle, no final da década de 1980. O grunge tornou-se comercialmente bem-sucedido na primeira metade da década de 1990, devido principalmente aos lançamentos de Nevermind, do Nirvana e Ten, do Pearl Jam. O sucesso dessas bandas impulsionou a popularidade do rock alternativo e fez do grunge a forma mais popular de hard rock na época. No entanto, muitas bandas grunge estavam desconfortáveis com tal popularidade. Apesar de a maioria das bandas grunge ter se separado ou desaparecido no final da década de 1990, sua influência continua a afetar o rock moderno.

A popularidade do grunge começaria a diminuir em meados da década de 1990. Das grandes bandas que deram vida ao movimento, só estão ativas em 2010: Pearl Jam, Mudhoney, The Melvins, Hole, Soundgarden, Stone Temple Pilots e Alice in Chains.
Grunge origens estilísticas Rock Hardcore Punk Heavy metal Rock alternativo
Contexto cultural Em Washington, EUA. O estilo musical e o termo nasceram no início dos anos 80. Se consolidou como um gênero musical no final dos anos 80 e início dos anos 90.
Instrumentos típicos     Bateria - Baixo - Guitarra elétrica - Vocal
Popularidade     Alta durante o começo e meio dos anos 1990; baixa desde então.
Formas derivadas     Post-grung

Divulgadores&Parceiros