Poison

Poison é uma banda americana de glam metal que alcançou grande sucesso da segunda metade dos anos 80 à primeira metade dos anos 90. Até o momento, já vendeu mais de 30 milhões de discos ao redor do mundo, sendo 15 milhões só nos EUA. A Banda também já colocou dez no Top 40 da Billboard Hot 100, incluindo seis singles Top 10 e o single 1º lugar do Hot 100, "Every Rose Has Its Thorn". Nos anos 2000, com a formação original de volta, a banda encontrou nova popularidade após a bem-sucedida turnê de retorno em 1999. A banda excursionou em quase todos os anos da década de 2000 em estádios e arenas superlotados. Membros da banda já lançaram vários álbuns solo e estrelaram bem-sucedidos reality-shows de TV. Após 25 anos, a banda continua gravando e excursionando em turnês desde sua estréia em 1986, eles já lançaram oito álbuns de estúdio, quatro álbuns ao vivo, cinco coletãneas, e já emplacaram 28 singles nas rádiosApós vários anos separados, Bret Michaels e C.C. DeVille puderam resolver suas diferenças, sendo DeVille reintegrado ao Poison em 1999, substituindo Blues Saraceno enquanto Bret e Rikki queriam gravar um novo álbum, Bobby e DeVille queriam sair em turnê primeiro. No início de 1999, Bret cedeu e votou a favor da turnê. A Greatest Hits Reunion Tour finalmente tomou espaço no verão de 1999. Com a formação original intacta, o Poison pôs o pé na estrada. A turnê de apoio da banda foi um sucesso, com o show no Pine Knob Amphitheater no metrô de Detroit desenhando o público máximo de 18.000 pessoas. A média de público dos shows da turnê foi de 12.000. Uma aparição de verão no VH1's Behind The Music pareceu solidificar o retorno à popularidade da formação original, agora reunida. O núcleo mais duro dos fãs descobriu cópias de Crack a Smile pelos inúmeros bootlegs que foram divulgados, mas por pouco tempo, devido à evidente escassez na oferta. Os fãs clamavam por um lançamento oficial, temendo não só que o disco se tornasse um artigo de colecionadores, como também a possibilidade de se tornar "o maior álbum do Poison até aquela altura". Em 14/03/2000, Crack A Smile... And More! foi finalmente lançado, com faixas-bônus, para combater a indústria dos bootlegs. Os fãs o chamaram de "o álbum perdido". O disco reuniu verdadeiros hinos de festanças, como o single "Shut Up, Make Love" e a balada "Be The One", que continha traços da seriedade de Native Tongue. Entretanto, o álbum hospedou uma faixa perdida das gravações de Open Up And Say... Ahh!, assim como duas da versão original de Crack A Smile. "One More For The Bone" e "Set You Free", ambas faixas perdidas, foram originalmente planejadas para serem usadas como B-sides. Somado às faixas perdidas, gravações ao vivo da apresentação para o MTV Unplugged, em 1990, foram incluídas após a reunião do Poison, C.C. logo lançou seu álbum solo Samantha 7 e o Poison também lançou Power To The People, seu primeiro álbum com C.C. em nove anos. O disco continha cinco novas faixas: "Power To The People" (que apresentava um videoclipe), "Can't Bring Me Down", "The Last Song", "Strange" e "I Hate Every Bone In You Body But Mine", esta última com C.C. nos vocais principais pela primeira vez. O restante do álbum apresentou performances ao vivo da turnê Greatest Hits em 1999. Em 2001, o Poison lançou na internet o single "Rockstar", como uma prévia do futuro novo álbum.

Divulgadores&Parceiros